Fiscalização de emendas da Contas Abertas é destaque na imprensa internacional

em Institucional | 03.08.2017

Nas últimas semanas a Contas Abertas realizou análise minuciosa na liberação bilionária de emendas parlamentares realizada pelo presidente Michel Temer. O trabalho foi destaque na imprensa americana.

No último dia 27 de julho, o The New York Times destacou levantamento em que a Contas Abertas apontou a “liberação para emendas de parlamentares sem precedentes para garantir o apoio para enterrar a denúncia de corrupção”.

O jornal americano destacou que os empenhos para emendas chegaram ao patamar de R$ 4,2 bilhões no ano. A publicação lembrou que o maior volume aconteceu em junho e julho, já que apenas R$ 100 milhões haviam sido desembolsados nos cinco primeiros meses do ano.

Confira reportagem completa aqui!

Ontem (2) o The Wall Street Journal apontou que a vitória do presidente da República mostra que ele tem capital político suficiente para defender-se de eventuais novas denúncias que poderão ser feitas contra ele nas próximas semanas pela procuradoria-geral da República.

A reportagem levada ao ar na internet destaca que Michel Temer dedicou energia e recursos para ter o apoio necessário de deputados "aprovando US$ 1,3 bilhão em financiamento de projetos para seus Estados", de acordo com a ONG Contas Abertas.

"Isso mostra o relacionamento comercial entre os poderes legislativo e executivo", disse o diretor da instituição Gil Castelo Branco, aos jornalistas Samantha Pearson e Paulo Trevisani.

Confira a reportagem completa aqui!

As emendas faziam parte do plano do Planalto para barrar a denúncia contra o presidente na Câmara dos Deputados, o que acabou aconteceu com votos de sobra ontem (2). Temer obteve 263 votos favoráveis, quando precisava de apenas 172.

O The Guardian também citou os dados da Contas Abertas. O jornal britânico destacou que o congressista Wladimir Costa, que ficou conhecido pela tatuagem com nome de Temer feita recentemente, recebeu R$ 7 milhões em emendas do governo federal somente em junho e julho.